07 outubro 2013

Entrevista com o astrólogo Max Klim

Quando comecei meus estudos em astrologia e focado no signo de gêmeos, um dos primeiros livros que li e que me trouxe uma luz imensa foi a coleção 'Você e seu Signo: Gêmeos' escrito pelo autor Max Klim.

Para não começar a escrever bobagem, tive que procurar me fundamentar. E foi nesse momento que Max entra na história. Fui em uma grande livraria e fiz uma busca em todos os livros que podiam ter sobre o signo de gêmeos especificamente. Só tinha achado um livro de bolso - Alberto Briceño -. 
Existiam livros da Coleção Você e Seu Signo, mas Gêmeos esgotado. Mandei encomendar e ai sim consegui meu exemplar. Devorei o livro muito rápido. Confesso que fui logo pra parte de Gêmeos. Depois li o livro por inteiro, e acabou virando livro obrigatório ao lado do computador. Comecei a criar postagens fundamentadas, muito mais inspirado e sabendo muito mais do que eu tava falando, ou pelo menos não falando tanta bobagem. 

E quando pesquisei pra ver quem seria esse autor e se ele possuía outras obras, descubro que ele é brasileiro e na verdade atender pelo nome de Carlos Alberto. Fiquei em êxtase. Fui lendo sua biografia e ele também era jornalista. Poxa, quanta identificação legal. E sem hesitar mandei um email contando tudo isso para ele. E pedi meu mapa astral e uma entrevista exclusiva pro blog. E com o maior carinho e prontidão consegui os dois. Abaixo vocês poderão curtir esse bate papo entre Gêmeos e Áries. 

Muito obrigado Max.


Entrevista
Coração Geminiano com Max Klim


- Jornalista e Astrólogo, como ocorreu essa fusão entre as profissões?

Max: Sou jornalista desde 1960 quando mantinha um pequeno jornal em Ituiutaba (MG) e lá me obrigava a fazer horóscopo diário e queria fazê-lo com seriedade, por isso estudando o assunto. Mais tarde, em 1969, no Jornal do Brasil, eu trabalhava na Agência JB quando o horoscopista (Jean Perrier) que havíamos contratado deixou de fornecer suas previsões numa quinta feira e só as tínhamos até a segunda. Meu chefe de então, Ewaldo Monteiro de Castro, sabendo de meu interesse, pediu-me que fizesse os horóscopos para os jornais clientes da empresa. À época eu era também colunista de filatelia no Caderno B. Eu fiz as previsões, os 17 clientes da empresa gostaram e assim surgiu o Max Klim que também assumiu a coluna no próprio JB.  

- Qual a importância de uma coluna ou um espaço dedicado ao horóscopo em uma publicação?

Max: Horóscopo diário é considerado para toda a mídia impressa, aqui e lá fora, uma coluna imprescindível, dado ao seu alto grau de leitura. Todos nós que estudamos astrologia sabemos que não há como se fazer previsão para todos os nascidos em um signo de uma só forma. Mas, há indicações que são gerais e com a evolução do jornalismo astrológico iniciada aqui no Brasil com o Omar Cardoso, começamos a mudar as colunas de previsões para colunas de aconselhamento, sem deixar as indicações de trânsitos e aspectos. É uma coluna importante pois seu alto índice de leitura permanece mesmo com o céticos.

- Como e porque começou a se envolver com astrologia?

Max: Tudo começou, como já disse, lá pelos anos 60. Eu descobri uma publicação do Almanaque do Correio da Manhã, um jornal importante no Brasil até a metade do século XX, e vi uma matéria interessante sobre c Omo calcular um horóscopo. Eu a li, interessei-me pelo assunto e comecei a estudar a Astrologia Ocidental. Vi que havia alguma coisa de real num tipo de conhecimento que já durava mais de cinco mil anos. Quando editei meu jornal, lá coloquei a coluna e com isso me obriguei a estudar ainda mais. Nessa época notei que haviam coisas sérias a respeito e um autor holandês, Jack Chandu e a americana Linda Goodmann de quem mais tarde vim a ser prefaciador e adaptador de textos no Brasil deram-me embasamento para seguir adiante. 

- Você costumar analisar uma pessoa, ou comportamento, pelo signo dela?

Max: É curiosa essa pergunta. De início, não. Eu procurava manter-me distante de um pré-julgamento das pessoas considerando seu signo. Mais tarde, à medida em que me aprofundava nos meus estudos, passei a inconscientemente a fazer esse tipo de avaliação. Hoje quando me deparo com um nativo de meu signo, Áries (arietino e não ariano que é a pessoa da raça ariana) sei que estou diante de uma pessoa apressada, criativa e explosiva. Ou quando me deparo com um geminiano e vejo diante de mim alguém que tem na inquietação mental, na curiosidade, na diversificação de interesses e na mudança permanente e constante o viver para se relacionar com o mundo. Aí não dá para esconder: eu avalio as pessoas pelo signo e quase sempre procuro pelo que elas têm de melhor e não suas debilidades. 

- Dos 12 signos, qual te encantou mais durante os estudos? Qual te chamou mais atenção?

Max: De início eu tinha uma forte atração pelas características de Libra o que é natural por ser este o meu signo oposto e, por isso, complementar. Mais tarde vi que cada signo tem uma característica bem própria que o faz especial. Como jornalista fui sempre atraído por Gêmeos, pois constatei em todas as redações em que trabalhei que a maioria dos meus companheiros eram geminianos. Por minha própria estrutura mental e astrológica eu me encanto mais com os signos do elemento Fogo (Áries, Leão e Sagitário) e com os do elemento Ar (Gêmeos, Libra e Aquário) pelas afinidades existentes entre nós. Mas não tenho uma preferência maior por este ou aquele signo uma vez que sei que também tenho todos os signos nas minhas doze casas do meu zodíaco pessoal.

- Qual é a visão de Áries (seu signo) para Gêmeos?

Max: Vejo Gêmeos como o signo que comanda minha forma de me comunicar com o mundo. Como sou nativo da primeira casa do zodíaco, quem comanda minha maneira de expressar, meu mundo da palavra e da escrita é Gêmeos. A versatilidade geminiana e a sua curiosidade me fascinam.

- Qual a sua opinião sobre os geminianos? Tem alguma história marcante ou memorável para contar que envolva alguém do signo?

Max: A história mais marcante que tenho é aquela que já me referi de que a maioria dos jornalistas com quem trabalhei tinha Gêmeos por signo solar. No meu cotidiano profissional nas redações sempre notei que os nativos do terceiro signo têm uma visão mais ampla, correta e justa dos fatos, sabendo interpretar os dois ou os muitos lados de um fato de forma diferenciada. Outro ponto é a injustiça que se faz ao signo ao se dizer que geminiano tem dupla personalidade. Isso não é verdadeiro na medida em que o nativo de Gêmeos tem o dom de saber interpretar pessoas e coisas por todas as suas características e posições, ainda que não se defina pela que outros consideram a mais correta. Isso é, no geminiano, a capacidade plena de análise e não a de julgamento que deve ser deixada para Libra ou Sagitário, por exemplo.   

- Tem ou teve contato próximo com algum geminianos? Os estudos batiam com a personalidade da pessoas? Saber traços de personalidade das pessoas pelo signo, ajuda a conviver? iniciar uma conversa?

Max: Já convivi e convivo com muitos geminianos e os tenho na minha família. E todos têm traços comuns dessa comunicabilidade, do gênio conversador, da espontaneidade, da curiosidade e da mutabilidade que marcam o signo. O conhecimento dessas características ajuda na medida em que eu sempre sei os limites a esperar de uma relação com este ou aquele signo e por eles os limites sei com o que posso ou não contar com determinada pessoa. A astrologia, pelo interesse que desperta, sempre é uma forma de iniciar e alongar uma conversa, especialmente quando nos damos a explicar características e dons de cada signo.

- Qual seria o maior diferenciador na característica de gêmeos em relação aos demais signos?

Max: São três elementos que diferenciam Gêmeos dos demais signos: a versatilidade de interesses; a capacidade de se comunicar e permanente mudança de seus processos mentais.

- Na sua opinião, porque Gêmeos e Escorpião são tidos como signos 'ruins' ou os vilões do zodíaco? 

Max: Confesso que não conhecida dessa má fama de Gêmeos, exceto no que diz daquela inexistente falta de personalidade a que me referi acima. Escorpião, por seu lado, é o signo da determinação, da vingança, do sexo como forma de perpetuação da espécie e por sua vontade por vezes excessivamente firme, é tido por um signo difícil. Acho que esssa características, quando analisadas superficialmente, é que dão esse tipo de avaliação que em hipótese alguma pode ser encarada com seriedade.

- Qual seria o signo mais indicado para se relacionar com gêmeos? Teria como citar 3 exemplos?

Max: Tenho por princípio que os signo se combinam mais pelos seus elementos, embora saiba bem que isso nem sempre é exato. Por princípio, Gêmeos deve se dar melhor com os signos do seu próprio elemento, o Ar (ou seja, Libra e Aquário) e com os signos do Fogo (Áries, Leão e Sagitário), uma vez que os dois elementos são mais próximo e compatíveis. No entanto, como todos temos os doze signos em nosso mapa natal, outras combinações também são positivas em um ou outro campo de vida.

- Qual a maior qualidade de Gêmeos?

Max: A sua capacidade de ver todos os ângulos de uma questão, as diversas facetas de uma personalidade e as faces completas de uma verdade.

- 60% das mulheres que visitam o Coração Geminiano, estão na procura de resposta ou dica de como "prender" um homem geminiano. Como conquistá-lo. Com sua experiência, e estudos, o que você poderia dizer ou indicar para essas pobres sofridas?


Max: A resposta a essa questão é bem clara: para se conquistar um geminiano ou uma geminiana só há um caminho: integrar-se ao mundo de Gêmeos com vontade e prazer e nunca, jamais, tentar conter a busca por novidades, a curiosidade, a tendência à mudança e a mobilidade dos filhos do terceiro signo. Os sonhadores e aéreos geminianos não aceitam, amarras e grilhões que os prendam ao que é convencional e rotineiro. Eles, com sua inquietação e constante mudança, têm que ser livres e soltos e dar curso a sua busca pelas coisas de uma forma aberta e franca.        


Para ler suas previsões diárias para todos os signos e conhecer seu trabalho acesse: 


Algumas imagens com frases retiradas desse livro:

Um comentário:

  1. Caraca, esse livro foi o primeiro que eu li sobre Gêmeos. Só encontrei ele lá na Biblioteca Nacional e também de outros autores como Bel-adar. Só não gostei da colocação Gêmeos/Escorpião. Sou Gêmeos, ascendente Virgem, lua Escorpião.

    ResponderExcluir