11 junho 2014

Uma História de Amor: Gêmeos x Áries

Nesse mês do signo de Gêmeos iremos apresentar para vocês, queridos leitores, algumas histórias de amor dos geminianos!
Sim, os geminianos amam e se relacionam. Você sabia que eles até casam? Pois é! 
Quem achava que compromisso sério não é uma coisa geminiana, está muito enganado.
Só o jeito de amar que é diferente. Livre, leve, divertido, uma verdadeira parceria de amizade com todos os lucros que um relacionamento pode proporcionar!

A história de hoje é sobre uma geminiana que tinha acabado de sair de um longo relacionamento e sem querer querendo sua grande amiga acabou colocando o irmão pra jogo e assim passou de amiga para cúpido/cunhada. Mas essa arrumação teve que esperar um pouco, afinal assim que ficou solteira, Fernanda embarcou para os Estados Unidos e ficou um mês lá e já tinha praticamente desencanado de conhecer o irmão da amiga. Ele, ariano, também tinha acabado de sair de um extenso relacionamento que não tinha acabado bem, mas topou ser apresentado a amiga da irmã, afinal que mal tinha curtir a solteirice e conhecer pessoas novas?

Mas por ironia do destino, logo no primeiro encontro eles já descobriram vários pontos em comum; músicas, viagens, carreira profissional e etc... e naquele mesmo dia acabaram se atracando no capo de um opala vermelho, em público mesmo. Dessa noite em diante, eles nunca mais se separaram. Ela tinha acabado de tirar carteira de motorista e na ocasião estava estreando seu carrinho. A primeira carona foi para o Gabriel. E dai eles já emendaram uma viagem para assistir Paul McCartney em São Paulo e também uma viagem para a Chapada dos Veadeiros (GO). Mas nada oficial ainda. 

A polêmica no relacionamento vem quando questionados quem pediu quem em namoro. Ele diz que foi ela, ela diz que foi ele. Vamos aos fatos; Ela uma menina de 19 anos foi convidada para dormir na casa dele. Eles já estavam ficando, já tinham viajado e para o ariano era normal o pedido. Logo a geminiana questionou "O que vou dizer em casa? Que vou dormir na casa do meu peguete? não rola né!". Ele logo retrucou e respondeu " Pensei que já fossemos namorados.". Ela riu e respondeu que essa informação sobre seu status era novidade. Entendendo o joguinho dela, ele com um certo tom de ironia devido a situação, acabou pedindo ela em namoro de maneira formal. "Fêzinha, então você aceita ser minha namorada?".
A geminiana, brava, respondeu que iria pensar. Ele caiu na gargalhada com o charminho dela e não teve outra solução a não ser oficializar o relacionamento. Em outubro desse ano fará 4 anos que o casal se conhece.



Gabriel define que foi o beijo, que fez eles entenderem que tinham que ficar juntos. Fernanda conta que sentiu que não tinha mais porque negar o amor que eles sentiam, quando ele falou Eu Te Amo pela primeira vez, lá em Paris."je t'aime" que vai ficar marcado para sempre.

A receita da felicidade do casal vem quando ela diz que  estar com ele, a faz crescer, ser uma mulher madura, sempre a incentivando a crescer! Ela diz que ele não é do tipo mega romântico, mas nunca lhe falta carinho, companheirismo, sinceridade, paixão, respeito, conquista e reconquista. Que é o que ela valoriza e aprecia em seu parceiro diariamente. 
Ele só pontua que a INDECISÃO geminiana dela é o que ele tem mais dificuldade em se adaptar, no entanto ele admite que ela não é nada cabeça dura, como ele mesmo se descreve, e que ela é muito mais madura emocionalmente que ele.

Vamos analisar os astros do casal.

Ela nasceu em Brasília, é geminiana, ascendente em libra, lua em gêmeos, com Vênus em Leão.
Ele nasceu em Minas Gerais, é ariano, ascendente em escorpião, lua em capricórnio, Vênus em Peixes.

Ela busca mostrar equilíbrio em suas relações sempre, mesmo preferindo uma relação mais leve e divertida. Com Vênus em Leão sem dúvida ela se torna muito ardente nas relações amorosas e precisa da admiração do seu parceiro para se sentir realmente amada. Em compensação, dedicará um amor generoso, devotado e fiel; fará de tudo para oferecer o melhor de si ao seu parceiro, defendendo sua toca com unhas e dentes! 

Ele tem o impulso do fogo da paixão dos arianos, mas que gosta de ter uma certa segurança e devoção nos relacionamento. Vênus em Peixes mostra que ele gosta de amores perigosos por idealizar demais o amor. Quando se apaixona, se entrega totalmente, fundindo-se com o outro e colocando-se aos seus pés, "anulando-se" completamente.

Vamos ao bate papo com o casal:


A GEMINIANA - FERNANDA

- Onde e como se conheceram?

Foi através da irmã do Gabriel, que é minha amiga e veterana direta. Eu estava com ela e nosso grupo de amigos do curso em uma festa na UnB, quando de repente chega o Gabriel com um amigo. Dai a irmã dele junto com o namorado (da época) nos apresentaram.


- Quem chegou em quem?

Então... eu tinha acabado de terminar um namoro super longo e o Gabriel também. Na época em que terminei o meu namoro teve um almoço com as meninas do meu curso. Fofoca vai, fofoca vem, a irmã do Gabriel soltou que ele tinha terminado o namoro também.  Eu viajei pros EUA e passei 1 mês fora e já tinha desencanado disso. Quando fomos apresentados, agi naturalmente, afinal eu já tinha desencanado da história e pra mim ele nem ia lembrar que era eu a tal que a irmã dele tinha ficado de apresentar. Saí pra ir ao banheiro com a irmã dele e falei com ela que tinha desencanado. Quando voltei, o namorado dela na época me falou que tinha conversado com o Gabriel e lembrado ele que era eu quem eles queriam apresentar. Dai, foi natural!

- Quando foi o segundo encontro? Quanto tempo depois?

O segundo encontro foi no dia seguinte! Na noite em que nos conhecemos levei o Gabriel em casa (na época ele não tinha carro e eu tinha acabado de comprar o meu - foi a primeira noite em que saí com meu carro) e ele pediu meu telefone.Ele mandou mensagem logo depois que deixei ele em casa falando que tinha gostado muito de me conhecer. Eu respondi falando que tinha gostado de conhecer ele também. No outro dia logo que acordei tinha uma mensagem dele falando que queria me ver de novo.

- Quanto tempo demorou para passar do status de ficante pra namoro?

Demorou uns 3 meses. Depois do segundo encontro, nos vimos quase a semana toda.  

- Quem pediu quem?

Polêmico. Eu digo que foi ele, e ele diz que fui eu. Vou contar o fato e cada um tira a conclusão que quiser. Quase 1 mês depois do fato que contei acima, o Gabriel me chama pra dormir na casa dele. Achei super esquisito pois ele mora com o pai e o pai dele não estava viajando nem nada. Meus pais também não estavam viajando, e como falei antes, eu tinha 19 anos! Meus pais nunca iam deixar e eu não curtia muito ficar mentindo pra eles. Ai falei que não iria. Ele ficou insistindo comigo. Até que ele soltou "Que foi? A mamãe não deixa a menininha dormir fora não?". Fiquei muito puta, e quando vi já tinha soltado: "Não deixa mesmo não! Quer que eu falei o que? 'Mãe, to indo dormir na casa do meu peguete!' Pô, não rola! Se algum dia a gente for ter algo mais sério, eu até posso tentar."  Ai ele começou a rir. Óbvio. E falou: "Ué? A gente não tá namorando não?". Ai eu falei: "Ninguém me informou!". Ai ele disse: "Precisa de pedido formal assim é? HAHAHA Então vocêquer namorar comigo?" Eu tava com tanta raiva que até falei que iria pensar. Sei que ele riu muito da minha cara até que eu aceitei!

- Quanto tempo juntos?

Em outubro, faz 4 anos que nos conhecemos.

- Qual é a receita da conquista. O que seu parceiro tem que te fez querer se relacionar?

Não tem receita, cada caso é um caso. O Gabriel sempre me fez rir muito. Isso pra mim é uma coisa muito importante! Se alguém não me fizer rir, não consigo ficar com a pessoa. Outra coisa é o companheirismo, essencial. Temos muita coisa em comum, desde trabalho até gosto musical, o que facilita muito as coisas. Ah, outra coisa importante que me chamou a atenção é que ele sempre me acrescentou, e me fez amadurecer como pessoa, como mulher, e nunca me puxou pra trás! Claro, o carinho, o companheirismo, a sinceridade, a paixão, o respeito, a conquista e reconquista a cada dia, são coisas que nos acompanham sempre!
O Gabriel não é do tipo muito romântico, mas o carinho e amor na forma que ele me dá já é o bastante pra mim! Confesso que ele me conquistou de verdade quando ele falou 'eu te amo' pela primeira vez pra mim. Foi 4 meses depois que começamos a namorar e marcamos uma viagem pra Europa. Ele passou esses 4 meses com um "te adoro muito amorzinho", pra chegar em Paris e soltar um "je t'aime", mas isso já é outra história... hahaha

O OUTRO SIGNO - ÁRIES!!

- A conquista foi fácil ou difícil? 

Na verdade não sei muito bem como definir isso claramente, uma vez que nós dois fomos nos conquistando ao mesmo tempo. No início do nosso relacionamento nós dois tínhamos acabado de sair de longos relacionamentos que acabaram de forma nada boa. Muito por causa disso, nós dois não tínhamos muitas expectativas. Nossa relação foi amadurecendo de maneira bem natural, sem ansiedades ou cobranças. Temos muitas coisas em comum, mas foi no beijo que percebemos uma sintonia maior. Acredito que essa foi nossa principal "arma" para nos conquistarmos.

- As diversas personalidades mutáveis (faces/jeitos/manias) é uma característica que ajuda ou atrapalha a relação?

No meu caso acho que ajuda. Eu gosto da dinâmica que essa característica trás na Fê.

- Qual a característica que você mais aprecia no seu parceiro?

Fê é uma pessoa aberta, nada cabeça dura (ao contrário de mim), e muito mais madura emocionalmente que eu. Ela sabe exatamente como "quebrar minhas pernas" quando começo minhas chatices e' arianísses'.


- O que você melhoraria na ''forma de amar' do geminiano?

Hmm, as demoras para tomar decisões é uma coisa que me deixa muito impaciente. Mas não acho que ela tenha o que melhorar não, é o jeito dela e amo ela desse jeitim mesmo! hehehe.

Gabriel e Fernanda

2 comentários: