03 novembro 2009

sabotagem

O tempo tá passando
Nada sendo plantado
Nada sendo colhido
Eu me auto sabotei

O relógio é como uma montanha russa impiedosa
NÃO PARA, não volta, só prossegue...
E você sentado assiste e não faz nada
Vai caindo na própria armadilha

Droga, logo eu, que achava que era um pseudo revolucionário
Devo ter tirado férias do cargo e viajei pra bem longe
Da pra alguém vir me buscar?
Cansei de ficar deitado, tudo parece errado!

Eu cansei de me auto sabotar
Meus planos,
sonhos,
delírios
Acho que chegou a hora de acordar, levantar e agir

O tic-tac da alma grita tão forte quanto o da parede
As estações já não são as mesmas
Tudo muda! só quem é besta fica pra trás.

Agora a batalha é contra minha pessoas
É pra pagar pra ver
Eu to do nosso lado, os do que adoram se sabotar!
(...mas que vão parar!)

Nenhum comentário:

Postar um comentário