30 agosto 2009

Pasta das recordações...

Texto escrito no dia 21/08/09 - já com o pé torcido - na casa dos meus pais, em Brasília!
_________________

E então que eu volto para o meu mundo velho, foi preciso visitar o passado para estruturar o futuro.
Futuro a Deus pertemce? Só por hoje, isso não me acalma mais!
Então voltei ao passado. O mesmo eu, velho quarto e novos vícios.

Aqui foi meu primeiro quarto de todos. Até então, sempre dividi quarto com meu irmão, sempre!
Para não cair no tédio eterno, trocavamos periodicamente quem dormiria em cima - na cama beliche - e quem dormiria em baixo.
Hoje estou sozinho, numa cama de casal. Eu e a minha pasta das recordações...
Sempre vivi um dia após o outro, no entanto parte de mim inconscientemente , gosta de recordar tudo!
Meu cérebro é uma máquina de pensamentos, que nunca se esgosta!
Workaholic!
Por isso gosto de fotografar tudo! As fotos são um santo remédio para acalmar a saudade!
Ai vejo as fotos e volta o filme inteiro do exato momento captado e admirado na fotografia.

Mais também sempre tive mania de guardar coisas! Sabe como é, o que eu puder fazer para ajudar a memória...
Então, nessa minha pasta semp re gaurdei coisas aleatórias e esquizitas
Veja bem, a primeira coisa que eu vejo são:
Páginas de um livro velho, de português, onde tem um texto sobre o Papai Noel, atrás a lição é conjulgar alguns verbos no indicativo! Isso deve ser que série? 5ª no máximo?
Pois bem... o pior é que a letra nem é minha!
É da LILIANE, ela naõ mudou essa letra, nunca!

Nem me lembro como nos tornamos amigos, eu sei que foi na 3ª série, em 1994!
E por todos os anos seguintes até 2002, nós continuamos juntos! Aos trancos e barrancos e com bastantes rezas brabas, nos formamos juntos.
Como brigamos nesse período todo. Brigas memoráveis e espetaculares!
De porrada mesmo! Mas no final a gente sempre se entendia.
Dois geminianos no final sempre se entendem.

Por que os nossos momentos de amizade, eram de amor explicito! Eram intensos e imensos! Milhões de vezes apostavam dinheiro que no final, a gente ia acabar se casando.
E a gente sempre soube é que é um tipo de ligação que vai ser pra sempre, mas não como casal. E sim como anjos da guarda.

Liliane sempre teve a mania de me presentear com cartões, presentes ou lembrancinhas.
Sempre! Ela viajava pra qualquer lugar do mundo, ela me trazia algo.
Nos meus aniversários sempre me dava presente com um cartão e um delícioso bolo, que só ela sabe fazer e que era cobiçado pelo colégio inteiro!
E que só a mim ela confiou a receita!

Sem esquecer que quando chegava a virada de ano, todos os anos, a gente se liga e deseja um bom começo de ano! Todo ano!
Eu sempre soube que ela me ama de verdade
E eu sempre soube que eu a-mo também desde sempre!
Porém hoje eu descobri uma adoração e um carinho imenso que nem eu sabia que podia ser tanto!

Hoje, aqui no meu quarto velho, eu entendi que eu quis guardar todas as nossas histórias durante todos esses anos.
Talvez essa seja a minha forma de retribuir todos os milhões de agrados que ela me dá, sem muito motivo!

Na 1ª carta de aniversário que ela me deu, ela escreveu assim: " ... desejo que nossa amizade nunca acabe e que a gente nunca se separe ..."
Acho que nesse dia, algum anjo passou e disse amém!

Amanhã irei conhecer a nova integrante da parada
Victoria!
Com certeza será mais um capítulo no nosso livro perfeito de amizade!
Liliane mãe?? Só vendo!

Ahhh esse meu velho quarto, me trazem TANTAS lembranças boas!
Dividirei com todos aos poucos!

Te amo Lilex, durex - durepox!
(ela ficava puta com isso)

_____________________________________



{Victoria e eu}

E eu conheci a Liliane-mãe e é impressionante!!! Ela sabe segurar o bebê, que por sinal é a cara dela!
Mas ela continua com mania de limpeza exageradamente!
E foi demais minha visita! Rimos muito, conversamos bastante e cuidamos da Victoria direitinho!

0 Comente Aqui:

Postar um comentário