21 agosto 2009

My Key!



E o que fazer, quando já se passaram 7 anos
E ao reler uma carta do seu primeiro amor, tudo volta de novo?
Uma carta de amor simples, sincera e agonizante
Um simples pedido de segurança
Que eu nunca dei!

Seria saudosismo ou flashback?

Achei também a minha última carta escrita, em resposta a cartinha simples e apavorada
Pois é, achei por que nunca mandei!
Acho que eu não estava pronto pra ser tão sincero e aberto em relação ao que a gente chamava de amor
Ela nunca leu meu amor em palavras, por que nunca entreguei!

Sete anos depois e agora tentando ser uma pessoa mais positiva, aberta e apaixonada
Tive raiva!
Raiva de mim, raiva dela, raiva do nosso futuro

Eu aqui me lembrando o tão perto que viviamos
E o tão pouco que aproveitamos
Agora eu aqui com essas confabulações estranhas, e você em outro continente

Confesso que me deu raiva, e saudade
Muita saudade!

Nós somos duas pessoas que não sabem amar
Confabulamos tantas teorias, todas elas absurdas
Mas no final, só a gente se entende
E quando precisamos chorar dores dos 'heartbreakers' da vida
Sempre buscamos um ao outro

Mas sabe, às vezes eu penso que nas nossas novelas amorosas fálidas, seriamelhor se nos tornassemos os protagonistas e não mais os espectadores!

Como sempre cultivamos nosso sentimento de posse, um pelo outro, tudo fica ok!
Amor doentio e enfeitiçado
Zé e Ki!

A 'Key' do meu coração, ficou contigo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário